terça-feira, 11 de setembro de 2007

Orientações Técnicas - Aspectos mais importantes


Depois de no dia 01 Setembro os nossos Dirigentes e Treinadores das provas fixas terem tido uma acção de formação, que decorreu em Santa Maria da Feira, com o objectivo de ouvirem por parte da Federação de Andebol de Portugal, as Orientações Técnicas para a época 2007/2008, coube a vez neste passado sábado, dia 8 Setembro em Estarreja, aos restantes agentes do nosso clube, bem como de várias centenas de agentes provenientes de outros clubes que participam nas provas não fixas.

Nesta acção de formação, depois da apresentação dos "Objectivos Estratégicos 2012", por parte de Henrique Torrinha, Vice-Presidente da FAP e Matts Olson, coordenador das Selecções Nacionais, destaco 2 aspectos que me pareceram extremamente importantes : A palestra de Pedro Sequeira sobre as novas alterações ás regras do jogo, principalmente as “Desqualificações” e o “Jogo Passivo”, e a apresentação do Novo Portal do Andebol, aspectos que penso podem vir a alterar por completo os nossos hábitos e formas de estar na modalidade.


Relativamente ao 1º ponto – Estou curioso para ver até que ponto isso será uma verdade. Tal como foi explicado pelo prelector, Pedro Sequeira, “o andebol hoje em dia está mais rápido e mais individualizado, logo terá de haver de uma nova adaptação e alteração ás regras” as principais alterações vão incidir nas “Desqualificações” e no chamado “Jogo Passivo”. Situações estas que já eram bastantes criticas na época passada devido ás suas diversas interpretações, bem ou mal, que estas situações acarretam por parte dos árbitros. Será que agora teremos regras mais claras e nitidas? Não me parece!!! Passo a descrever as principais alterações ás novas regras :

1) Situações novas que dão agora origem a “Desqualificação

  • Mão na cara ou pescoço

  • Empurrar por trás

  • Empurrão lateral, provocando desiquilibrio

  • Puxar braço por trás

  • Empurrar pivot, evitando virar-se, sem ter o objectivo de lhe tirar a bola

2) Situações novas que dão agora origem á marcação de “Jogo Passivo

  • Reposição de bola de forma lenta por parte do G.redes

  • Falta de objectividade atacante, após reposição de bola ao centro

  • Constante superioridade defensiva sobre o ataque

  • Circulação de bola, como forma de queimar tempo

  • Estancar acção atacante para permitir substituição

Relativamente ao outro importante aspecto, destaco a apresentação do “Novo portal do Andebol”. Parece-me que aqui com a apresentação do Portal, que será uma enorme inovação, talvez venha mesmo mexer e revolucionar com todos ao amantes desta modalidade, mas vamos ver se não passa disso mesmo, apesar de ter algumas duvidas, talvez pelo facto de não estar completamente dentro da forma como irá ser processado. Da parte da Federação, com esta inovação espera-se que pelo menos todo o Sistema de Gestão Administrativo e Desportivo da FAP via Intranet esteja sempre actualizado, mas será que as Associações Regionais irão aderir a este sistema? Tenho aqui algumas duvidas, porque tirando uma ou outra Associação, os seus próprios sites em termos de calendários e resultados actualizados deixam muito a desejar, da mesma forma que acontece com os respectivos sites dos clubes. Enfim, são duvidas legitimas mas devemos também pensar de forma positiva e cabe a nós, intervenientes directos tentar mudar as mentalidades enraizadas, que muitas vezes dificultam e não acompanham todo o avanço tecnológico do nosso dia a dia, de forma a se aproveitar esta grande oportunidade para darmos de vez um enorme salto qualitativo ao nível organizacional, tanto Regional como Nacional do andebol em Portugal.

Sem comentários:

Publicar um comentário