segunda-feira, 19 de maio de 2008

Andebol/Taça Portugal - ABC destrona FC Porto



O ABC de Braga conquistou ontem a nona Taça de Portugal em andebol do seu historial, ao derrotar na final o FC Porto por 32-26, em Guimarães. Depois de ter perdido quinta-feira o Campeonato da Liga para o SL Benfica, a equipa bracarense, venceu a prova pela primeira vez desde 1999/2000, frente ao vencedor da época passada.

Domingo 18 Maio 08


Final:

FC Porto 32-26 ABC de Braga

Opinião dos técnicos:

Jorge Rito estava satisfeito com a conquista da sua primeira Taça de Portugal enquanto técnico principal. "Oito anos depois, é muito bom conquistar a Taça de novo. O primeiro objectivo era o tricampeonato, mas queremos vencer sempre", disse o treinador, acrescentando: "Só com jogadores super-heróis é que conseguimos, em 15 dias, afastar da Taça o campeão, jogar quatro vezes com o Benfica e defrontar o Isave." Ainda sobre a conquista, Rito lembrou que "esta era a última oportunidade de evitar que a época acabasse fracassada": "Os jogadores sabiam disso e devem ter-se esquecido de que estavam cansados, fruto da enorme motivação que sempre mantiveram, mesmo depois de terem perdido, como perderam, o campeonato." O técnico estava rendido ao desempenho dos jogadores ao longo da temporada: "O treinador não teve mérito, eles é que o tiveram."

Carlos Resende parecia algo conformado na altura de falar com os jornalistas. Para o treinador do FC Porto, houve um nome que foi o principal responsável pelo desaire: "O José Costa, praticamente sozinho, destruiu a nossa equipa toda, ele fez a diferença." "Também não conseguimos aproveitar as trocas defesa-ataque que o ABC fez", explicou Carlos Resende.
Quanto à ausência nas provas europeias, o técnico dos azuis e brancos reconhece que "o FC Porto sabia da necessidade de vencer para ir a uma competição europeia": "Mas, sinceramente, essa não foi a nossa principal motivação para vir a Guimarães tentar ganhar a Taça." "Nós queríamos ganhar a terceira consecutiva, mas não foi possível", disse. "Infelizmente, já estamos habituados, por outros motivos, a não estar na Europa. Temos agora de fazer mais torneios internacionais para dar, aos jogadores, essa experiência", juntou.

Sem comentários:

Publicar um comentário